IPC-S acentua deflação na segunda leitura de julho
FONTE:
Brasil Econômico
DATA:
 18/07/2011

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou deflação de 0,13% na segunda quadrissemana de julho, ficando 0,02 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa da última leitura.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (18/7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).


Segundo a entidade, seis das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram recuo em suas taxas de variação.

O movimento mais expressivo foi verificado no grupo Alimentação (-0,77% para -0,94%), em função do comportamento dos itens hortaliças e legumes (-2,89% para -4,09%), massas e farinhas (0,75% para 0,46%), adoçantes (1,02% para 0,08%) e carnes bovinas (-0,71% para -0,78%).

As classes de despesa Vestuário (0,58% para 0,38%), Educação, Leitura e Recreação (0,28% para 0,11%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,48% para 0,39%), Despesas Diversas (0,07% para 0,04%) e Habitação (0,34% para 0,32%) também apresentaram decréscimo em suas taxas de variação.

Contrinuíram para tais desempenhos os itens: roupas (0,53% para 0,30%), passagem aérea (3,23% para -2,44%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,59% para 0,31%), cerveja (0,08% para -0,44%) e tarifa de eletricidade residencial (0,14% para 0,09%), nesta ordem.

Por sua vez, o grupo Transportes (-0,72% para -0,17%) foi o único a registrar aceleração na segunda medição de julho, tendo em vista a variação nos itens gasolina (-2,52% para -1,22%) e álcool combustível (-2,70% para 2,49%).

 Todos os direitos reservados - 2007 - Política de Privacidade